The Web Poetry Corner
DreamMachineThe Web Poetry Corner is a Dream Machine Site
The Dream Machine --- The Imagination of the World Wide Web
Google

The Web Poetry Corner

Elisbeth Vasques

of

Santo André, Brazil

Home Authors Alphabetically Authors Date Submitted Authors Country Submission Rules Feedback



If you have comments or suggestions for Elisbeth Vasques, you can contact this author at:
alegria_sorria@uol.com.br (Elisbeth Vasques)


Find a book store near you, no matter where you are located in the U.S.A.!


Cerzan

...the best independent ISP in the Twin Cities

Gypsy's Photo Gallery


Sermão para um coração..

by

Elisbeth Vasques

Coração se aquiete, porque choras tanto ?
Voce não aprendeu o que eu te ensinei?

Agora, anda, escuta preste atenção:
" -O que nasce morre também,
tudo o que se une se separa !
Quem ou o que vive para sempre ? "

E foi assim que fiz meu ultimo sermão..

Tentando acreditar nas minhas proprias palavras..
apoiada no teclado, tendo fortes dores na alma.

........


Não me afastarei jamais

by

Elisbeth Vasques

Eu te amo
te busco em pensamentos...

Chego até voce pelo vento
Nem mesmo essa distancia fisica,
consegue me tirar de perto de voce...

Esse meu amor permanecerá..
nem que a morte me leve pra bem longe,
nem que digas que não me quer...

Chegarei mesmo assim
até voce pelo vento....
me tornarei brisa
me tornarei chuva
me tornarei sol...

Mas de ti não me afastarei jamais...

Sonhos...

by

Elisbeth Vasques

Sonhos...

cadê meus sonhos

bebi em apenas um gole a bebida amarga

atordoada, debrucei na janela

vendo as forças se esvaírem de meu corpo

vi minh'alma levitar..

minha mente ficou obscura

caiu os véus.. despertei

sonhos..

cadê meus sonhos..

eram sonhos sem magia

de uma alma atormentada por si mesma...

( Elisbeth Vasques)

Insônia

by

Elisbeth Vasques

Beijos...
Era tudo que eu queria...
do dedinhos dos pés pra cima,
dos olhos fechados pra baixo
Era tudo que eu queria
Beijos...
Calmante das inquietudes
Beijos
Beijos
Beijos
Meus lençóis brancos
acordaram amassados de sonhos...

(Alegria)

Anfiteatro

by

Elisbeth Vasques

Me desfiz de mim
e passei a me observar...
Qual a surpresa
ao me ver
sendo várias...
Confusa ao me deparar
com tantas de mim...
Notei que não era eu tão
somente personagens
Eu era a autora de todos eles...
(Que confusão!)
O meu eu real estava ali
encoberto por tantos vultos
e véus...
quase sufocado...
mas reluzia
(se bem que de forma fraca..)
Voltei a mim...
(cansada)
Preciso reencontrar meu caminho
sair do anfiteatro
e assistir a essa peça
do alto... bem do alto...