The Web Poetry Corner
DreamMachineThe Web Poetry Corner is a Dream Machine Site
The Dream Machine --- The Imagination of the World Wide Web
Google

The Web Poetry Corner

Thu'Or

of

Narvik, Norway

Home Authors Alphabetically Authors Date Submitted Authors Country Submission Rules Feedback



If you have comments or suggestions for Thu'or, you can contact this author at:
mloderst@sng.uni-frankfurt.de (Thu'or)


Find a book store near you, no matter where you are located in the U.S.A.!


Cerzan

...the best independent ISP in the Twin Cities

Gypsy's Photo Gallery


Coming to Life

by

Thu'Or

To forget...
To sleep...
To just die...
Was the only longing I had,
before I meet thee...

My life and my joy...
You dragged me into the warmth
and out of the cold...
You showed me the light
when I was in darkness...
You did this and more...
You are my strength and my life,
immortally bound and everlasting together


Darkness!

by

Thu'Or

I sit here,
In Darkness,
Broken only by
A single light...

The power I feel,
The riddle I hear,
Yet can I take this Power?
Can I solve the Riddle?

The Power?
Maybe
The Riddle?
I hope not

For me,
The Darkness
will always be
mystical
Far away,
but yet
Close to my heart...


Dreamer!

by

Thu'Or

A dreamer
Is hard to be
To walk down the road
of hopes unfulfilled

Sharper than the Roses thorns
More bitter than the hate
Is the crushed hopes
And the dreams untrue

But fullfillment
Has a sweeter taste
And the strenght of gods
it carries within

So dream on
My dear
And let your dreams come true
Lest not lose hope, lest not lose will


Memories!

by

Thu'Or

Memories, As ethereal as The wind
Yet they are not without form or taste
Does not memories taste sweet or bitter sometimes?
Why then, should memories just disappear
Without a trace?

Memories can be felt and tasted
Memories can be taken from the wind
Because in the wind, they float
searching for someone
open enough to share.


My Last Day

by

Thu'Or

And the last hours of the last day were running to an end
The sun was still shining, as she went behind the mountains
I thought this last day of my life
Will be bliss
And then I died
Just as the last glittering rays of light
Coloured the sky in golden shades of red


The Love of Light!..

by

Thu'Or

Without love,there's no light...
Without care, How can I be?...
Without this love in my life,
How could I live?...

Now I see, What I gained...
Now i Feel,what I lost...

Without you...
I cannot live...
Without you...
I will
Lose myself, in myself
Without you,to be
My guide...

You are my guide...
You are my love...
We should forever be...
Together and be for eachother...
What we are, and what we will be...
Now and forever...
Now and forever...
We will be...
Love eternal...
Life eternal...


Dreams! (I>

by

Thu'Or

Touch the sky and fly away
Fly to the land of dreams
Fly with the Sandman
Fly with fairy dust
Fly high over your world...


Dreams! (II)

by

Thu'Or

Dreams are the minds rest
and the souls playground

To dream is to fly
Soar over the horisont
of your dreamscape

Finding a spot of green
Forests, Luscious as elven
enchanted ones...

A dream is a paradise
A dread is mystical paths
wandered down in
enchanted moods...

Dream my friend
and find the story
of yourself embedded
in your dreams


Sonhos! (II)

by

Thu'or

DreamMachineThis poem was translated by Carlos Wood
The Dream Machine --- The Imagination of the World Wide Web


Google
Sonhos são mentes descansando
e o playground de almas
Sonhar é voar
Plane em cima do horizonte
de seu sonho

Achando uma mancha verde
Florestas, Deliciosas como enguias
encantadas...

Um sonho é um paraíso
Um medo é um caminho místico
vagando dentro de nós
humores encantados...

Sonhe meu amigo
e acha a história
de você impingiu
em seus sonhos


Sonhos! (I)

by

Thu'or

DreamMachineThis poem was translated by Carlos Wood
The Dream Machine --- The Imagination of the World Wide Web


Google
Toque o céu e voe
Voe para a terra dos sonhos
Voe com o homem de Areia
Voe com pó de fada
Voe alto em cima do seu mundo...


O Amor da Luz!...

by

Thu'or

DreamMachineThis poem was translated by Carlos Wood
The Dream Machine --- The Imagination of the World Wide Web


Google
Sem amor, não há luz...
Sem cuidado, Como eu posso ser?...
Sem este amor em minha vida,
Como eu poderia viver?...
Agora eu vejo, o que eu ganhei...
Agora eu sinto, o que perdi...

Sem você...
Eu não posso viver...
Sem você...
Eu desejo
Perder-me, em mim
Sem você, ser
Meu guia...

Você é meu guia...
Você é meu amor...
Nós sempre deveríamos ser...
Juntos e vivermos um para o outro...
O que nós somos, e o que nós seremos...
Agora e sempre...
Agora e sempre...
Nós seremos...
Amor eterno...
Vida eterna...


Meu Último Dia

by

Thu'or

DreamMachineThis poem was translated by Carlos Wood
The Dream Machine --- The Imagination of the World Wide Web


Google
E as últimas horas do último dia estavam correndo para um fim
O sol ainda estava brilhando, quando ela foi para trás das montanhas
Eu pensei neste último dia da minha vida
Será felicidade
Então eu morri
Da mesma maneira que os últimos raios de luz
Colorindo o céu em douradas sombras avermelhadas


Recordações!

by

Thu'or

DreamMachineThis poem was translated by Carlos Wood
The Dream Machine --- The Imagination of the World Wide Web


Google
Recordações, tão etéreas quanto o vento
Ainda que eles não tenham forma ou sabor
Recordações às vezes não têm gosto doce ou amargo?
Por que então, deveriam as recordações desaparecer
Sem um rastro?
Recordações podem ser sentidas e saboreadas
Recordações podem ser levadas ao vento
Porque no vento, elas flutuam
procurando alguém
aberto o bastante para compartilhar.


Sonhador!

by

Thu'or

DreamMachineThis poem was translated by Carlos Wood
The Dream Machine --- The Imagination of the World Wide Web


Google
Um sonhador
É duro ser
Caminhar debaixo da estrada
de esperanças não cumpridas
Mais afiado que os espinhos da Rosas
Mais amargo que o ódio
São esperanças esmagadas
E sonhos infiéis

Mas a realização
Tem um gosto mais doce
E a força dos deuses
te elevam

Assim sonhe
Meu querido
E deixe seus sonhos tornarem-se realidade
Para que não não percas a esperança, para que não sucumba a vontade


Escuridão!

by

Thu'or

DreamMachineThis poem was translated by Carlos Wood
The Dream Machine --- The Imagination of the World Wide Web


Google
Eu me sento aqui,
Na Escuridão,
Só quebrada por
Uma única luz...
O poder que eu sinto,
O enigma que eu ouço,
Ainda eu posso compreender este Poder?
Eu posso solucionar o Enigma?

O Poder?
Talvez
O Enigma?
Eu não espero

Para mim,
A Escuridão
sempre será
mística
Longe,
mas ainda
Perto de meu coração...


Vindo para a Vida

by

Thu'or

DreamMachineThis poem was translated by Carlos Wood
The Dream Machine --- The Imagination of the World Wide Web


Google
Esquecer...
Dormir...
Simplesmente morrer...
Foi o único desejo que eu tive,
antes de conhecer-te...
Minha vida e minha alegria...
Você arrastou-me para o calor
e para fora do frio...
Você mostrou-me a luz
quando eu estava na escuridão...
Você fez isto e mais...
Você é minha força e minha vida,
imortalidade segura e perpétua