The Web Poetry Corner
DreamMachineThe Web Poetry Corner is a Dream Machine Site
The Dream Machine --- The Imagination of the World Wide Web
Google

The Web Poetry Corner

Augusta Schimidt

of

São Paulo, Brazil

Home Authors Alphabetically Authors Date Submitted Authors Country Submission Rules Feedback



If you have comments or suggestions for Augusta Schimidt, you can contact this author at:
augusta.schimidt@terra.com.br (Augusta Schimidt)


Find a book store near you, no matter where you are located in the U.S.A.!


Cerzan

...the best independent ISP in the Twin Cities

Gypsy's Photo Gallery


O Brinquedo Fabricado

by

Augusta Schimidt

Pobre criança...
Criança pobre,
Que nunca teve um brinquedo comprado,
Pois tudo que ela tinha
Era brinquedo fabricado.

Na desesperança da pobreza
Sua maior proeza
Era olhar com esperança
Os velhos trapos de chita
Que aos poucos se transformariam
Num brinquedo tão sonhado.

E com mãos ágeis foi fazendo
Os velhos trapos se transformarem
Numa linda boneca de pano
Que preencheria para todo o sempre
Suas horas de desencanto.

E carregando em seus braços frágeis
Seu brinquedo já fabricado,
A pobre criança sorria
Pois havia conseguido
Um sonho de vida inteira,
A boneca que seria
Sua eterna companheira.


Josefina

by

Augusta Schimidt

Era uma vez Josefina
Menina mirrada e medrosa
Tinha medo de tudo
E com ela não tinha prosa.
Tinha medo de minhoca
Lagartixa, nem pensar,
Se encontrasse uma cobra
Era capaz de desmaiar.

Se era dia, dormia
Tinha medo do sol e da sombra,
Se era noite acordava
Tinha medo da escuridão
Tinha medo da boca da noite
Tinha medo de trovão.

Josefina tinha medo
Daquilo que não via
Tinha medo até
Do que nem sabia se existia.

Certo dia Josefina
De tão cansada que estava
Adormeceu encolhida num banco
E sonhou com uma fada.

A fada contou a ela
Um segredo especial
Acordando Josefina
Que não mais sentia medo.

Espantada Josefina,
Feliz e sem medo a menina,
Mergulhou na noite
Conversou com a lua
Esperou o sol chegar
Brincou com a sombra
E nunca mais teve medo de amar.

Ah! esqueci de te contar!
Sabe qual era o segredo
Que fez Josefina acordar?
O segredo era amar.
Amar a vida
E tudo o que ela lhe dá
Amar sempre,
Amar...amar...amar...

Menino Sapeca levado da breca

by

Augusta Schimidt

Menino sapeca
Levado da breca
Feliz e contente
Sorriso nos lábios
É um amigão.

É amigo de todos e de tudo
Das folhas,
Das flores,
Dos animais,
Dos rios e correntezas,
Das matas e coqueirais,
Das pessoas que vivem nas vilas...
E o que se pode querer mais?

Menino sapeca não pára
Bolinhas de gude na mão
Canequinha com bolhas de sabão,
Pipa no ar
Bola no pé
É tudo que o menino quer.

Na escola nunca se enrola,
Faz tudo que a professora quer
Tem boas notas
Sabe ler, escrever,
Sabe até cantar em inglês !

Menino sapeca
É menino querido
E quando crescer
Vai ser muito sabido.

Meu querido menino sapeca
Quero que você saiba
Que lhe tenho no coração
Nunca perca a esperança na vida
Lute sempre!
Vá em frente!
E seja campeão.